Eu!

Minha foto
Programador,Escritor,Artista Plástico,Espiritualista,Artista, Guru e Revolucionário da Minha Própria vida!

sexta-feira, 1 de março de 2019

Post 1º de Março de 2019.

Beleza!

Vou começar a postar sobre o carregador que fiz para baterias 18650 que usarei na minha bicicleta para uma viagem, como ele é um motor de impressora, que se entenda:Quando se usa um dispositivo "improvisado" para algo que ele não foi feito, não se deve esperar o mesmo desempenho daquilo que ele foi feito, então um motor de corrente continua girando ele, ele vira um gerador de energia mas ele não vai ser tão eficiente como um gerador que é feito para esse fim.

Existem outros motores que tem imãs e bobinas que girando eles, eles produzem corrente alternada como os motores de passo, mas esses costumam ter uma resistência um pouco pesada e não gira legal por exemplo em  uma adaptação em roda de bicicleta e se tem que usar uma ponte retificadora CC>CA para se poder carregar baterias.
Peguei um motor que era de impressora e ele em geração gera uma tensão de  no máximo 28Volts, esta ótimo, girando a roda da bicicleta como se estivesse pedalando em uma velocidade boa na casa dos 30KM/H dá coisa de 15V em vazio,   acoplado a um adaptador que transforma de 12 a 24 Volts em 5Volts ele gera coisa de 12 Volts carregando um dispositivo(testei com uma powerbank e um celular no meu rolo de pedalar, coloquei a bike  nele e coloquei os dispositivos para fazer a medição, esta muito bom, só que esse gerador a corrente dele é "medíocre" coisa de 0.7A, eu não tenho o alicate amperímetro e dá para medir isso usando essa função no multímetro até 10A, mas usei o meu smartphone fazendo cálculo, já que ele veio com um carregador de 5V e 1 A, e calculei a diferença entre os minutos que ele carrega cada traço da bateria(1%) com o carregador e com o gerador e deu coisa de 0.7A a corrente do gerador.

Motores grande antigos de multifuncionais e algumas impressoras chegam a 4A/h com uma tensão de 9 V.

Abaixo o gerador em que coloquei para os testes, ele não ficará ai, será colocado em uma ponta fixa sobre a roda dianteira, como o meu rolo de treinamento  que usei é para a roda traseira girar coloquei ai, ficou bom para os testes, mas é improvisado.

Esse carregador tem vantagem em um sistema de bateria pré carregadas em casa, a energia que ele gera não é usada diretamente no adaptador para carregar por exemplo um smartphone, até esses sistemas de um gerador conectado a um adaptador é ruim, pois se você fica naquele "anda e para" por exemplo na bicicleta o dispositivo fica:Ligando e desligando o modolo de carregar no smartphone, isso é ruim, o bom é o gerador carregando uma bateria e mesmo que ela esteja carregada na bicicleta o adaptador ligado na bateria e esse tira a carga da bateria e envia ao Smartphone, é muito mais seguro ao smartphone que estar ligado em algo que "só carrega  ao girar a roda", se fica:andando e parando= é ruim.

Se você tem uma bateria alimentada por um gerador e ela esteja carregada e servirá por exemplo para alimentar dispositivos em uma viagem, a energia gerada pelo gerador como no exemplo ao pedalar ficará sendo usada para parte dela tanto alimentar a bateria como os dispositivos quando ela estiver em movimento, é uma garantia você ter tanto como gerar energia como ter a bateria para usar.



Abaixo o adaptador de 12 a 24 V com saídas de 5V 1A e 5V 2A e o meu multímetro, coloquei um pequeno banco de capacitores para fazer outros testes.

Abaixo podemos ver meu powerbank, um celular que não foi o que usei no teste, o adaptador, o multimetro e os capacitores.

Sempre quando tenho tempo, faço algumas coisas, aplicando  coisas que aprendi quando trabalhava com eletrônica e tecnologia.

Agora vou me despedindo, até segunda-feira.

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

Post 28 de Fevereiro de 2019.

Beleza!

Hoje escrevo sobre o consumo da minha lanterna que transformei em farol de bicicleta alimentada por uma bateria 18650 que esta em um case.

A bateria  18650 que coloquei no case ela estava com 2,55Volts é era uma célula de bateria de notebook que tirei faz tempo e estava parada, essa carga de 2.55V é baixa, dei carga nela usando um carregador e ela chegou aos 4.20V que é carga máxima dela, um dia depois ela estava mesmo parada e não ter usado nada nela  em 4.13V, outro dia fiz um pedal que precisei usar o farol na ida e na volta deu nisso tudo: 1hora e 45 minutos, deixei o farol ligado em casa mais 15 minutos para eu saber qual seria o consumo em Volts em 2 horas e deu 0.07Volts!Sim o farol é econômico, Leds são diodos emissores de luz e são de ótima eficiência energética e baixíssimo consumo e excelente desempenho!

Uma coisa que morro de rir é ver "Professores Pardais" fazendo "Mega-Ultras Blasters-Ultrasevem da Silva" e vão testar tipo:Um gerador isso e aquilo e simplesmente testam com..Leds! Geradores são testados com luzes de filamentos para quem não sabe ou algum aparelho que consuma "carga"(Watts altos), testar algo com Leds como vejo em muitos casos no Youtube com leds, é praticamente testar algo em "vazio", não terá resistência eletromagnética entre outros fatores, fora outras "besteiras" não geram absolutamente nada de corrente, só tensão como o clássico "Motor de microondas"

Meu farol tem duas opções de usar as luzes em par ou em 2 pares juntos, uso com duas luzes(par)  que tanto na estrada escura dá para eu ver bem o acostamento, como em uso urbano "sou visto", farol de bicicleta em uso urbano quase sempre é  para ser 'visto".

Abaixo podemos ver e comprovar algo interessante em energia elétrica na quarta feira passada quando usei o farol, logo quando cheguei em casa somando o tempo que gastei na ida e volta usando o farol deu 1 hora e 45, deixei mais 15 minutos para arredondar as 2 horas e conferir qual seria o consumo nessas duas  horas,  fiz a medição e estava em 4.06V então  o consumo do farol seria 0.07V, hoje quando fui ver qual é a carga da bateria e fazer esse post vi que estava em 4.08V, é algo simples um acumulador (bateria)quando é usado por um período longo, os átomos dele ainda estão "em atividade" digamos assim, quando se faz a medição nesse estado dá um resultado  que muitas vezes depois em repouso dá outro, quase sempre depois dá um pouco mais.



Abaixo com o farol ligado e dá para se ver que realmente leds  são muito econômicos.


Essa bateria 18650 por ter sido usada em uma bateria de notebook(comprei ela usada em uma assistência técnica com o pack de bateria mesmo de notebook), estava com uma carga baixa de 2.55V e foi carregada até os 4.20V pela idade dela e esses fatores, esta ótima!

Agora vou me despedindo, até amanhã!

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

Post 27 de Fevereiro de 2019.

Beleza!
Hoje vou postar o case que fiz para uma bateria 18650 terminado com a lanterna que transformei em farol para bicicleta.

Abaixo se vê em PVC  o case com a bateria dentro dela em cima da mesa e abaixo vemos a lanterna que transformei em farol e esta fixada a mesa com uma cinta em PVC.


Aqui a lanterna fixada na mesa da bicicleta e o parafuso que segura ela na mesa já cortado e acabado.

Aqui a ponta do cabo para recarregar a bateria 18650, não achei nada para proteger os contatos dela, mas vou colocar algo, nem que tenha que forjar em plastico.

Amanhã vou escrever sobre o consumo da lanterna, carga e recarga da bateria, até manhã!

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Post 26 de Fevereiro de 2019.

Beleza!

Hoje vou mostrar a bateria que estava na lanterna, ela esta funcionando perfeitamente dá e descarrega cargas normalmente, o problema na minha lanterna foi a parte de carregar ela usando o plug da tomada  que não estava funcionando, então aproveitei a placa de circuito dela e as luzes e coloquei uma bateria 18650 externa em um case alimentando a lanterna que transformei em farol de bicicleta, como é algo estático, fixo que ficará na bicicleta sem problemas, mas confesso que fazer essa mudança na alimentação caso fosse para ser usada na "Mão" ai não ficaria legal.

Abaixo a bateria que é de chumbo-ácido , essas baterias creiam, elas duram muito no aspecto longevidade para uso, como podem ser reparadas e acrescentado água e o ácido, uma boa conservação garante a vida dela por anos, imagine as antigas baterias de carros que são iguais ao funcionamento dela, caso sejam bem mantidas duram anos, viaje para o Interior do Brasil e veja em auto elétricos e borracharias essas baterias alguma tem mais de 40 anos de uso, agora de alguns anos para cá "se inventou e modernizou" as tais baterias de gel, seladas etc.." aquilo ali tu não pode e dá para fazer manutenções, simplesmente usou e acabou sua vidá útil em recargas= Lixo!

Sim!A "Evolução o escambal a 4" nesse caso não é, foi e será "Bom para quem  compra isso", sem falar que desde "tempos imemoriais" as baterias eram acumuladores que podiam ser mantidos se fazendo suas manutenções periódicas e eram de chumbo-ácido.

Abaixo a bateria original que veio na lanterna:

Tirei os dois vedadores em borracha que selam a bateria.

A bateria deitada, a lanterna foi feita para ela ser deitada na placa.


Abaixo comparando a bateria de chumbo com uma bateria(Célula) 18650 que conserva e carrega muito mais carga que a bateria de chumbo, só que não dá para fazer a manutenção nela, deu problema?Oxidou?Flutuou?Etc?=Game Over!


Outra para poder comparar os tamanhos.

Agora vou me despedindo, até amanhã!

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

Post 25 de Fevereiro de 2019.

Beleza!

Hoje continuo a postar o case para bateria 18650 que eu reaproveitei de uma bateria de notebook e o meu farol que era uma lanterna, praticamente os serviços já acabaram.

Aqui podemos ver a lanterna que agora é um farol e a ponta do cabo USB, vou ver se acho aqui um plug USB para adaptar na bicicleta e plugar a ponta do cabo para ficar fixa sem ficar balançando na bicicleta, se não achar uso uma tira de borracha que dá certo também.



Abaixo o case da bateria  que é um tubo de PVC de 3/4 de polegada.


As pontas do parafuso de fixação e abaixo o parafuso que segura o ajuste do farol.

Agora vou me despedindo, até amanhã!